Apresentação da Tapistry Brewing Co.

on 8 de setembro de 2014



Apresento aqui um tour feito pela Tapistry Brewing Co., cervejaria do estado de Michigan nos EUA com apenas 1 ano de vida, na qual eu comecei a trabalhar fazem 2 meses.






No futuro vou mostrar por vídeos e posts o dia a dia do trabalho, novidades e produções..  Tem bastante coisa pra falar que passou batido no vídeo.

Um recado aos meus 3 leitores...

on 1 de setembro de 2014



O blog ficou fora do ar por bastante tempo....estarei voltando às atividades dentro em breve...


Ganhadores do Concurso Brasileiro da Cerveja

on 14 de março de 2014



A forma com que o Festival Brasileiro da Cerveja anunciou seus vencedores me chamou a atenção.  Sei que não existe um jeito certo de fazer as coisas, mas posso dizer que existe um padrão.  Normalmente 99% das competições de cerveja (falo 99% porque essa é a primeira vez que vi algo diferente) anunciam os vencedores organizados por estilo.  Ou seja, para cada estilo é anunciado 1º, 2º e 3º lugares, ou ouro, prata e bronze.  No caso do BJCP, esses estilos são agrupados em categorias (23 no total). A razão da existência dessas categorias é apenas por motivos de premiação, com cervejas de características parecidas sendo agrupadas em categorias.  A premiação segue a numeração dessas categorias e uma numeração secundária dentro da categoria.  Dando uma olhada no site do BJCP você terá uma idéia:

Category 1 — Light Lager

Category 2 — Pilsner


E por aí segue até o final das categorias.  Já no caso da Brewers Association, não existe uma numeração ou recomendação a ser seguida.  A classificação dos estilos de cerveja é feita por "famílias" ou tipos distintos de cervejas:  Ale, Lager e Híbridos.  Dentro dessas famílias, uma segunda caracterização é feita pela origem (região ou país de origem).  Pura e simplesmente.  
Dando uma olhada em 2 competições conhecidas que usam o sistema da Brewers Association, GABF e World Beer Cup, a organização é parecida:  o World Beer Cup organiza de uma forma randômica que para mim não ficou claro, que é sempre seguida em todas as competições que usam o guia do BA. Já o GABF também usa essa organização na premiação, mas também utiliza ordem alfabética de estilo.

Uma coisa em comum em todas essas competições é que todas anunciam ouro, prata e bronze para cada estilo.  Caso não exista um ouro, isso é explicitado com um N/A ('Not Applicable' ou "não-aplicável/não existe").  Além disso, também anunciam o número de inscritos por cada categoria.  





Aí aparece o nosso concurso nacional, e eu volto à forma com que o anúncio se deu, pelo próprio site oficial e em todos os outros sites não-oficiais: ordem alfabética das cervejarias e suas respectivas medalhas.  Embora eu não vejo problemas nesse tipo de organização como uma forma secundária de se organizar os vencedores, ele não faz sentido nenhum pra mim no sentido de ver os ganhadores.*
Não dá pra ter uma idéia geral de quem se deu bem na categoria Imperial Stout por exemplo, e eu tenho que ficar procurando na lista toda quem foram o 1º, 2º e 3º colocados.

Como esse tipo de divulgação é muito particular e inédito, é fácil de concluir que ele foi feito de forma intencional (caso contrário seria usado os modos padrão que eu enumerei acima).  Qual seria o motivo de tal intento?  As minhas especulações são as seguintes:

  • Existem muitas categorias sem medalha de ouro.  
  • Existem muitas categorias com muitos poucos competidores.  Isso gera vários tipos de problema: como categorias sem medalhas de ouro (caso acima), ou até sem medalhas de prata ou bronze.
Algumas categorias também não premiam medalha de ouro caso uma nota mínima não tenha sido atingida.
Entendo que cada competição tem sua forma peculiar de conduzir e transmitir as informações, e não refuto aqui a validez e idoneidade do Concurso Brasileiro da Cerveja.  No entanto, posso deixar a minha opinião quanto a forma de divulgação, que eu considero confusa, errada e desnecessária.  Na minha situação ideal:

  • Os vencedores seriam divulgados do mesmo modo que o BA faz, com uma classificação de categorias (que pode ser como o World Beer Cup/GABF ou por ordem alfabética) e seus 3 primeiros colocados.
  • O primeiro colocado necessariamente receberia ouro, o segundo prata, e o terceiro bronze.  Sem notas de corte.  Eu consigo entender o motivo de uma nota mínima, e ela até poderia existir, para barrar cervejas que estão com sérios problemas.  Ou seja, minha nota mínima seria apenas para garantir qualidade aceitável de uma cerveja sem off-flavors.  Acredito que todos entendem que existe diferença de nível entre categorias.  Mas não tira o mérito do primeiro colocado ser o melhor entre todos os competidores.¹
  • Agrupamentos de estilos em categorias de premiação para estilos com poucos competidores.  Por exemplo categoria stouts para toda as stouts, ou sours na categoria specialty e por aí vai.  Conforme a competição vai crescendo nos próximos anos, devemos ter menos desses agrupamentos.

OBS1: Não fiquei sabendo do número de participantes em todas as categorias.  O único anúncio do número de participantes veio de forma informal, pelo juíz Roberto Fonseca, sobre o número de participantes dos estilos mais concorridos apenas.  Se alguém tiver essa informação, favor me informar.  

OBS2: Eu até que gostaria de postar aqui os vencedores por categoria, como eu sugeri, mas francamente eu estou com preguiça.  Caso eu crie essa coragem ou se alguém fizer isso em algum outro blog, postarei aqui posteriormente..

OBS3: Não concordo com o prêmio "cerveja do ano".  Não tanto pela cerveja em si (que também não considero a melhor do ano) mas pela forma como esse prêmio é dado.  Se não me engano, ela é a cerveja "melhor do estilo", ou seja, maior pontuação absoluta entre todas as cervejas.  Como juízes tem diferentes idéias do que é uma cerveja de pontuação 100, ou pontuação 90, a nota de uma cerveja é algo extremamente subjetiva e sujeita a flutuações caso juízes diferentes a julguem.  E é por isso que nesses casos de "melhor cerveja", as avaliações finais são feitas de forma comparativa, pra normalizar esse problema.  Isso é praticado no BJCP, no BA e em praticamente todas as competições de cerveja no mundo afora.








* Não sei se tem muito a ver, mas por acaso as olimpíadas anunciam seus vencedores por ordem alfabética do nome dos competidores? Ou o fazem por estilo/modalidade e os 3 primeiros colocados?

¹ Voltando à analogia das olimpíadas, sabemos que é possível existir uma maratona com os 3 primeiros colocados todos quebrando o record mundial, e ao mesmo tempo 100 metros rasos com o primeiro colocado com um tempo acima de 10s.  Nesse segundo caso dos 100 metros rasos, o nível está BEM baixo, no entanto o primeiro colocado não deixa de ser primeiro.  Mérito dele.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...